Emergência Climática

Emergência Climática e Economia: O Grande Desafio

Este ano, a seleção heterogênea da programação temática de Emergência Climática é um bom indicador da encruzilhada em que nos encontramos.

Nunca as mudanças climáticas - cuja denominação agora oscila entre “emergência climática” e “crise do clima”- estiveram tão presentes nas notícias e na reflexão não só de cientistas, mas também de economistas, intelectuais, nações, organizações mundiais. A necessidade imperativa de enfrentar ao mesmo tempo a emergência climática e a retomada econômica no pós-pandemia é o grande desafio desta década – década tida como a última chance de revertermos o quadro. 

O documentário francês Breakpoint: Uma Outra História do Progresso nos ajuda a revisitar as decisões tomadas ao longo dos últimos dois séculos que nos trouxeram até aqui: o Antropoceno, cujo maior indício é justamente a crise do clima. 

O longa-metragem será disponibilizado na própria página do filme (link acima), no site da Ecofalante, a partir das 15h00 da sexta-feira, 21 de agosto, até as 15h00 de segunda-feira, 24 de agosto.  

O acesso gratuito será liberado em dois períodos (o primeiro, anunciado acima, e num segundo momento, das 15h00 do domingo, 6 de setembro até as 15h00 da terça-feira, 8 de setembro) e se dá a partir de um simples cadastro ao clicar no player na parte inferior da página do filme.

Para saber mais sobre a programação, baixe o folder interativo aqui.


SOBRE O DEBATE: 

No sábado 22 de agosto, às 17h00, nossos convidados debatem sobre o tema “Emergência Climática e Economia: O Grande Desafio”. 

Siga as redes sociais da Mostra Ecofalante para acessar o debate ao vivo. Já é possível ativar o lembrete da live do debate aqui (YouTube).

Para a discussão, contaremos com os seguintes convidados:
Ailton Krenak (Debatedor)

Líder indígena e ativista ambiental há mais de 30 anos, Ailton comoveu milhões de brasileiros e brasileiras com seu discurso na Constituinte, em 1987, quando pintou o rosto de preto com pasta de jenipapo enquanto discursava em prol dos direitos indígenas. Nasceu no território dos krenaks, na região do Médio Rio Doce, em Minas Gerais, participou da fundação de várias organizações, como União das Nações Indígenas e Aliança dos Povos da Floresta e da União das Nações Indígenas, além da criação da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço.

Ricardo Abramovay (Debatedor)

É professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo. Fez sua carreira acadêmica no Departamento de Economia da FEA, onde tornou-se professor titular em 2001. É autor de treze livros, entre os quais Amazônia. Por uma economia do conhecimento da natureza (Ed. Elefante/Outras Palavras) Muito Além da Economia Verde (editora Temas) e de Lixo Zero: Gestão de resíduos sólidos para uma sociedade mais próspera (publicado em português e espanhol). Sua pesquisa atual situa-se na interface entre desenvolvimento sustentável e os impactos da revolução digital sobre as sociedades contemporâneas.

Natalie Unterstell (Mediadora)

Administradora pública formada em Harvard e pela Fundação Getulio Vargas, dedica-se a desenhar, implementar e avaliar as políticas de desenvolvimento sustentável com atenção ao longo prazo. Coordenou o mais ambicioso estudo de cenários e alternativas de adaptação à mudança do clima no país - Brasil 2040, quando diretora na Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, entre 2013 e 2015. Trabalhou no Ministério do Meio Ambiente, no Governo do Estado do Amazonas, e no Instituto Socioambiental. Atualmente, dirige um novo policy think and do tank dedicado a questões socioambientais, a Talanoa.