10 de Maio de 2018

Workshop: A Prática do Cinema Documental, com Jorge Bodanzky

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental e o cineasta e fotógrafo brasileiro Jorge Bodanzky, diretor de filmes de grande importância para o cinema nacional, tais quais Iracema, Uma Transa Amazônica (1974), Jari (1979) e O Terceiro Milênio (1981), propõem este workshop de formação em cinema documentário para estudantes, jovens cineastas e os demais interessados em conhecer mais sobre a linguagem e a prática do cinema documental.

Por meio desta atividade, o cineasta transmitirá aos alunos um pouco de sua experiência de quase 50 anos atuando na área. O objetivo do curso é propor exercícios teóricos e práticos de maneira a permitir uma efetiva interação entre professor e alunos, possibilitando a estes aplicar preceitos do cinema documental em projetos concretos, sob orientação de um dos mais experientes cineastas brasileiros vivos.

O workshop se estenderá por dois sábados. No primeira encontro, serão realizadas análises de filmes focadas principalmente no panorama atual do documentário brasileiro e mundial; serão apresentados trechos de filmes emblemáticos do gênero, incluindo a obra do próprio Bodanzky; a turma será dividida em grupos para realização de exercícios de filmagem com câmeras de celular. No encontro seguinte, prosseguir-se-á com as análises de filmes e, em seguida, os trabalhos dos alunos serão projetados e discutidos.

Se interessou? O workshop A Prática do Cinema Documental acontecerá nos dias 2 e  de 9 de junho no Unibes Cultural . Para participar, inscreva-se através deste link. E fique ligado, as vagas são limitadas!

Jorge Bodanzky é cineasta e fotógrafo. Estudou arquitetura na UNB e cinema na Alemanha nos anos 1960. Além de ter dirigido alguns dos clássicos do cinema brasileiro já mencionados acima, fotografou filmes como Hitler, IIIº Mundo (José Agrippino de Paula, 1968), O Profeta da Fome (Maurice Capovilla, 1969), À Margem do Concreto (Evaldo Mocarzel, 2005), entre outros. Também atua ministrando oficinas de cinema em diversos âmbitos.

Serviço:
Workshop: A Prática do Cinema Documental, com Jorge Bodanzky
2 e 9 de junho das 9h30 às 16h
Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500 – Sumaré, São Paulo – SP
Investimento: R$ 200 (R$ 100 para estudantes, idosos e professores da rede pública básica)

7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental
31 de maio a 13 de junho de 2018
entrada franca
Locais:
Reserva Cultural,
Espaço Itaú de Cinema – Augusta,
Centro Cultural Banco do Brasil,
Circuito Spcine Lima Barreto (Centro Cultural São Paulo),
Circuito Spcine Paulo Emílio (Centro Cultural São Paulo),
Circuito Spcine Olido,
Circuito Spcine Tiradentes,
Unibes Cultural,
Fábrica Brasilândia,
Fábrica Capão Redondo,
Fábrica Cidade Tiradentes,
Fábrica Itaim Paulista,
Fábrica Jaçanã,
Fábrica Jardim São Luís,
Fábrica Parque Belém,
Fábrica Sapopemba,
Fábrica Vila Curuçá,
Fábrica Vila Nova Cachoeirinha.
Circuito Spcine CEUs
CEU Aricanduva
CEU Butantã
CEU Caminho do Mar
CEU Feitiço da Vila
CEU Jaçanã
CEU Jambeiro
CEU Meninos
CEU Parque Veredas
CEU Paz

CEU Perus
CEU Quinta do Sol
CEU São Rafael
CEU Três Lagos
CEU Vila Atlântica
CEU Vila do Sol
Realização: Ecofalante, Ministério da Cultura, Governo Federal, Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo
Correalização: Spcine, Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, Instituto Goethe
Patrocínio: Sabesp, Tigre, Kimberly-Clark
Apoio: White Martins, Pepsico e ICS
Lei de Incentivo à Cultura e ao Programa de Apoio à Cultura (ProAC).
facebook.com/mostraecofalante
twitter.com/MostraEco
instagram.com/mostraecofanlate​
mostraecofalante.wordpress.com
ecofalante.org.br
Atendimento à Imprensa:
ATTi Comunicação e Ideias – Eliz Ferreira e Valéria Blanco
(11) 3729.1455 / 3729.1456 / 9 9105.0441