Panorama Histórico: A Crise das Utopias e o Cinema Militante Pós-68

O Fim das Utopias

Este ano, o Panorama Histórico da Mostra Ecofalante propõe uma reflexão sobre o mundo e a sociedade que se seguiram à grande efervescência cultural dos anos 1960, aos sonhos de revolução, às promessas de uma vida mais fraternal e libertária. O que se seguiu à queda das perspectivas utópicas, de grandes mudanças? Nunca o cinema acompanhou tão de perto um processo histórico. O que esses filmes conseguiram registrar? Qual nova leitura podemos fazer desses registros, com décadas de distância e novas rupturas? Nossos convidados vão debater “O Fim das Utopias”.

O Debate será mediado pela curadora Liciane Mamede e irá acontecer no Reserva Cultural, dia 7 de junho, sexta-feira, às 20h10.
 


Para a discussão, além do público presente, contaremos com os seguintes convidados:
Vincent Jacques (Debatedor)

Vincent Jacques é professor na École Nationale Supérieure d’Architecture de Versailles (ENSAS) e diretor de programa do Collège International de Philosophie (Paris), do qual é um dos vice-presidentes. Ele publicou Deleuze (Ed. Ellipses, 2014) e Chris Marker, les médias et le XXe siècle. Le revers de l’histoire contemporaine (Créaphis, 2018); ele também é organizador do livro Chris.Marker.Photographie (Créaphis, 2019).

Mateus Araújo (Debatedor)

Doutor em filosofia pela Sorbonne e pela UFMG, Mateus Araújo é professor de teoria e história do cinema na ECA-USP, ensaísta e tradutor. Organizou ou co-organizou os volumes coletivos Glauber Rocha / Nelson Rodrigues (Magic Cinéma, 2005), Jean Rouch 2009: Retrospectivas e Colóquios no Brasil (Balafon, 2010), Straub-Huillet (CCBB, 2012), Charles Chaplin (Fundação Clóvis Salgado, 2012), Jacques Rivette (CCBB, 2013), Godard inteiro ou o mundo em pedaços (CCBB / Heco Produções, 2015) e O cinema interior de Philippe Garrel (CCBB, 2018). Traduziu Glauber Rocha na França (Le Siècle du Cinéma, Ed. Yellow Now / Magic Cinéma, 2006) e uma série de autores franceses no Brasil. É um dos editores da revista Devires (Revista de cinema e humanidades, UFMG).

Liciane Mamede (Mediadora)

Liciane Mamede é doutoranda do programa de Pós-graduação em Multimeios da Unicamp. Possui mestrados em Valorização do Patrimônio Cinematográfico pela Universidade Paris 8 e em Imagem e Som pela UFSCar. Já programou e produziu diversas mostras e ciclos cinematográficos para instituições como Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural São Paulo, Sesc-SP. Foi programadora do Cine Olido entre 2011 e 2012. Desde 2012, faz parte da equipe de equipe de curadoria da Mostra Ecofalante de Cinema.

Gabriel Zacarias (Debatedor)

Gabriel Zacarias é professor de História da Arte na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutor pela Universidade de Bérgamo, na Itália, e pela Universidade de Perpignan, na França, possui pós-doutorado pela Universidade de São Paulo, com estágio na École des Hautes Études en Sciences Sociales. É estudioso da obra de Guy Debord, e autor de No espelho do terror: jihad e espetáculo (ed. Elefante, 2018).