Panorama Histórico: A Crise das Utopias e o Cinema Militante Pós-68

Cinema Militante

Este ano, o Panorama Histórico da Mostra Ecofalante propõe uma reflexão sobre o cinema militante que emergiu a partir do ponto de inflexão que os anos 60 representaram para as causas até então consideradas menores, mesmo dentro dos partidos e grupos de esquerda, tais como a luta das mulheres, dos negros, dos ativistas LGBTs. Para abordar a importância do cinema para dar voz a essas causas ontem e hoje, nossos convidados vão trazer sua própria experiência e visão sobre o "Cinema Militante".

O Debate será mediado por Liciane Mamede e irá acontecer no Reserva Cultural, dia 9 de junho, domingo, às 20h10.
 


Para a discussão, além do público presente, contaremos com os seguintes convidados:
Liciane Mamede (Mediadora)

Liciane Mamede é doutoranda do programa de Pós-graduação em Multimeios da Unicamp. Possui mestrados em Valorização do Patrimônio Cinematográfico pela Universidade Paris 8 e em Imagem e Som pela UFSCar. Já programou e produziu diversas mostras e ciclos cinematográficos para instituições como Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural São Paulo, Sesc-SP. Foi programadora do Cine Olido entre 2011 e 2012. Desde 2012, faz parte da equipe de equipe de curadoria da Mostra Ecofalante de Cinema.

Julia Katharine (Debatedora)

Cineasta, roteirista e atriz, Julia Katharine é a primeira pessoa transgênero a ter um filme exibido no circuito comercial brasileiro (Lembro mais dos corvos, dir. Gustavo Vinagre. Roteiro: Julia Katharine e Gustavo Vinagre).

Diego Paulino (Debatedor)

Diego Paulino é diretor, roteirista e produtor. Vencedor do Prêmio Antonieta de Barros para Jovens Comunicadores Negros (2016), desenvolve seu trabalho audiovisual visando a intersecção de raça, gênero e sexualidade. Sua produção mais recente é o curta-metragem NEGRUM3, filme-ensaio sobre bixaria, negritude e planetas distantes. NEGRUM3 em 2019 foi eleito Melhor Filme pelo Júri Popular vencedor do Prêmio Canal Brasil (Melhor Filme da Mostra Foco) na 22 ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

Nicolau Bruno (Debatedor)

Formado em Filosofia, Nicolau Bruno é Doutor em História, Teoria e Crítica do Audiovisual pela ECA/USP. Cineasta, tradutor, professor e escritor, publicou "Socialismo ou barbárie: Rosa Luxemburgo no Brasil" (2009). E curador da Mostra “Jorge Sanjinés: um cinema junto ao povo - Política, memória e resistência indígena na Bolívia" (2017).