20 de junho de 2018

Mostra Ecofalante anuncia os ganhadores da 7ª edição

Troféus da 7ª Mostra Ecofalante. Foto: Aline Arruda

“Dedo na Ferida” é o grande vencedor da Competição Latino-Americana da 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. O documentário dirigido por Silvio Tendler foi premiado com o troféu Ecofalante e R$ 15 mil na noite desta quarta-feira, 13 de junho, na cerimônia de encerramento realizada no Centro Cultural São Paulo, em São Paulo.

Silvio Tendler é um dos maiores documentaristas brasileiros (dos sucessos “Os Anos JK – Uma Trajetória Política”, “Jango” e “O Veneno Está na Mesa”). No documentário vencedor ele trata do fim do estado de bem-estar social, com milhões de pessoas peregrinando em busca de melhores condições.

Emocionado com o reconhecimento pelo júri da Ecofalante, o diretor enfatiza que “Dedo na Ferida é um filme destinado a todos os públicos porque usa uma linguagem clara. Eu gosto de comunicar com o espectador. Eu não faço filme para a elite nem para pessoas fissuradas na linguagem hermética”. E acrescenta: “Acho que qualquer espectador que queira entender o mundo em que ele vive tem que assistir esse filme e discutir com os amigos”.

Silvio Tendler durante bate-papo sobre o filme Dedo Na Ferida. Foto: Aline Arruda

O prêmio do júri para Melhor Curta-Metragem da Competição Latino-Americana foi para Abigail de Isabel Penoni e Valentina Homem. O curta focaliza a indigenista Abigail Lopes, que viveu em um ambiente masculino e formou-se imbuída dos princípios humanistas da ‘pacificação’.

Considerado o mais importante evento audiovisual sul-americano dedicado a temas socioambientais, a 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental aconteceu de 31/05 a 13/06 em 32 salas de São Paulo e mais 50 espaços culturais e educativos em todas as regiões da capital paulistana, incluindo Fábricas de Cultura e CEUs – Centros Educacionais Unificados.

Neste ano, o festival homenageou o líder seringueiro e ambientalista Chico Mendes, no 30o. ano do seu assassinato, e promoveu a retrospectiva Werner Herzog: Homem x Natureza. Além de promover debates sobre temas contemporâneos, sessão infantil, seminário e workshops voltados para a educação e cinema.

Confira a lista de vencedores abaixo:

Competição Latino-Americana (Longas):
Dedo na Ferida (2017), Silvio Tendler

Prêmio do Público:
Ser Tão Velho Cerrado (2018), André D’Elia

Menção Honrosa (Longas):
Estado de Exceção (2017), Jason O’Hara

Melhor Curta:
Abigail (2016), Isabel Penoni & Valentina Homem

Menções Honrosas (Curtas)
Berta Vive (2016), Kátia Lara 
Sob a Pata do Boi (2018), Márcio Isensee e Sá

Melhor Filme do Concurso Curta Ecofalante (Estudantes):
Xavante: memória, cultura e resistência (2016), Gilson Costa – Universidade Federal do Mato Grosso

Prêmio do Público (Estudantes):
Xavante: memória, cultura e resistência (2016), Gilson Costa – Universidade Federal do Mato Grosso

Menção Honrosa (Estudantes):
Dos antigos aos filhos do amanhã (2017), Leonardo Gelio, PUC Rio de Janeiro

Alguns dos diretores e produtores dos filmes premiados na 7ª Mostra Ecofalante. Fotos: Mario Miranda Filho